terça-feira, 9 de junho de 2009

● Dia de Flores



Era um dia lindo, um dia lindo demais.
Era muito bom para ser verdade e tudo ocorria perfeitamente ao ponto de me iludir completamente.
Havia um céu azul, mas tudo era de se estranhar. É o que sentimos que nos faz acreditar, que um dia bom ainda está para chegar, é o que sentimos que nos faz crer, que coisas boas ainda vão acontecer.
Acordei num dia que parecia noite, onde o que era claro havia se apagado, mas mesmo assim espero que amanheça um dia de cores, e que eu encontre você.
Espero que amanhã aconteça um dia de flores, mas mesmo se não acontecer, eu vou sempre te regar, para um dia eu poder te amar.
Eu quero poder me iludir novamente, e acabar esquecendo de mim completamente.

Um comentário:

  1. Marilene Kerschner15 de junho de 2009 13:02

    Oi José Eduardo,
    gostei muiito de seus textos, embora tenha achado um pouco tristes, porém é legal escrever o q temos vontade e sentimos de verdade!!Continue exercitando seu potencial de poeta e observador da vida!!"O essencial é invisível aos olhos só se vê bem com o caoração!!
    bjks,Marilene

    ResponderExcluir